SEUS SEMELHANTES O ESTRANHAM, e não sem razão. Eles não sabem, mas ele foi concebido de uma leve distração de Deus, um engano, em sentido divino. Que as células de sua matéria tenham recebido a mesma substância compacta, flexível e pesada do chumbo, isso é humanamente compreensível. Qualquer um dos seus semelhantes pode bem imaginar em que peso consiste as carnes de sua estrutura. Ser homem é isso mesmo, a história da criação prova isso. Mas que o seu Criador tenha se distraído (e esse só poderia ser o engano de um Deus) e tenha ocupado essa compacta e pesada forma com uma alma tão leve e etérea, normalmente apenas destinada a anjos e certas figuras femininas, isso é humanamente incompreensível. E ser um engano é uma condenação para ele. Enquanto seus membros tendem à terra, suas mãos carregam pesadas pedras e seus desejos carnais o fazem estufar o peito diante da fêmea, a alma, também senhora do seu eu, anseia por atravessar a matéria e elevar-se ao céu, como as nuvens. Muitas vezes ele desequilibra e tomba ao chão, embora tenha pés grandes e largos. Às vezes, quando olha nos olhos de sua fêmea, enfraquece profundamente. Deus quis dar mais um ser único à terra e acabou fundindo uma dualidade.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: